domingo, 28 de novembro de 2010

O pedido de desculpas e a sabedoria dos quero-queros

O presidente Duda Kroef pediu desculpas por não ter trocado de técnico antes. Um mês atrás, um pouco mais, ele enalteceu o trabalho do dirigente de futebol que manteve no cargo até a corda no pescoço apertar de forma insuportável. O mesmo dirigente que se agarrou no Silas, a quem chamei de aprendiz desde março/abril. Esse dirigente só não caiu antes, e com ele o aprendiz, porque Duda não quis.

O mesmo Duda que não aceitou Renato Portaluppi na Libertadores do ano passado quando Celso Roth foi demitido. Duda deve muito mais que um pedido de desculpas por não ter contratado Renato antes. O preço de ser tão contemplativo, de deixar o comando do futebol totalmente nas mãos de subordinados, é esse: uma série de fracassos e um título conquistado, o glorioso Gauchão.

De nada adianta qualquer pedido de desculpas. Menos ainda lembrar que recebeu muitos emails de gente criticando quando contratou Renato em agosto. Deve ser o mesmo pessoal que elogiou a contratação de Paulo Autuori. A grande maioria dos gremistas vibrou com a contratação de Renato, até porque não havia opções melhores.

Já o Renato lamenta ter chegado tão tarde. Ele pegou o time na metade final do primeiro turno. O time estava entre os quatro da ponta de baixo, com sério risco de rebaixamento, o que seria inevitável com Silas no comando por mais tempo.

O Grêmio hoje está entre os quatro melhores do campeonato. Tem a melhor campanha do returno, o ataque mais efetivo e o goleador do campeonato.

O Grêmio tem tudo para garantir o quarto lugar. Basta empatar com o Botafogo no Olímpico. O Botafogo de outro treinador milagroso, o Joel Santana. Depois, é só torcer pelo Estudiantes contra o Goiás, zebra na final da Sul-Americana.

Agora, para vencer o Botafogo o Grêmio terá de jogar mais do que jogou em Campinas. Não fosse Victor, o jogo talvez não terminasse com final feliz.

Muitos jogadores estiveram abaixo do que andavam rendendo. Aliás, nos dois últimos jogos o time não jogou bem. Em ambos não teve Gabriel, um jogador que dá importante acréscimo de qualidade, contribuindo para o futebol de Rochemback, Douglas e Jonas, com os quais dialoga em outro patamar, uma linguagem que Ferdinando, por exemplo, não entende.

O importante é que o time mais uma vez venceu. Não me lembro de ver o Grêmio vencendo tantas vezes fora de casa num Brasileirão.

Diego Clementino, antes alvo de ironias e deboches, mais uma vez sacudiu o time e mostrou que é um atacante perigoso, capaz de dar alternativas ofensivas nos momentos mais difíceis.

Ele entrou, fez boas jogadas e cavou um pênalti, que houve mesmo. Era um momento tenso do jogo, em que o Guarani ameaçava o empate. Depois, Clementino recebeu um passe milimétrico do Jonas e fez o seu com muita categoria.

Diego Clementino, outro acerto de Renato, por sua vez o maior acerto do presidente Duda. Pena que ele demorou tanto. E não foi por falta de aviso aqui dos botequeiros, de sócios, torcedores, conselheiros e até dos quero-queros do Olímpico.

O bom dirigente de futebol é o que escuta as pessoas certas, mas para isso precisa ter sabedoria, e talvez um pouco de humildade e menos comprometimentos políticos, para identificá-las.

SAIDEIRA

Anunciei há muito tempo que o Corinthians seria campeão. Estava tudo armado. Me quebrei? Acho que sim. Parabéns aos que apostaram no Fluminense. Temos mesmo um campeonato honesto. Será?

O Heber vai receber o troféu também?

Vamos aguardar a última rodada, só por precaução.

14 comentários:

  1. Olha o jogador do grêmio que custa muito ao Gremio e não dá retorno nenhum e sim só confusão.
    Se alguem dessa direção tivesse tido coragem de mandar embora antes tinha nos poupado muita coisa.
    http://www.youtube.com/watch?v=qkXwmP1Bqjo

    ResponderExcluir
  2. Não sei se Duda errou só por ter deixado o Meira fazendo cagada. Acho que teve muita besteira com o dedo dele.

    Quanto ao "A grande maioria dos gremistas vibrou com a contratação de Renato, até porque não havia opções melhores.", me preocupa que entre a minoria estavam o próximo presidente do clube e seu vice de futebol. Ainda bem que foram obrigados a renovar com o Renato.

    Olha, to achando que vão botar o Heber no nosso jogo.

    ResponderExcluir
  3. Heber no Olímpico?
    Acho que não seria bom pra saúde dele...
    Acho que heber vai apitar Flu x Guarani,
    só pra garantir...

    ResponderExcluir
  4. Libertadores:
    1.Victor
    2.Gabriel
    3.Paulão
    4.Mário
    5.Rocka
    6.Lúcio
    7.Jonas
    8.Adilson
    9.Rafael Moura
    10.Douglas (sempre acreditei, tem nome de craque)
    11.Clementino

    ResponderExcluir
  5. Que beleza uma segunda-feira sem choradeira dos bi-rebaixados. Basta vencer que tá tudo certo. Como diz Fernando Carvalho, ou ganham, ou empatam ou são roubados...

    ResponderExcluir
  6. Marcio Rezende de Freitas29 de novembro de 2010 16:47

    Ou o faz um DVD do curintia! como diz o Fernando "pedalado" Carvalho!aahahahah

    ResponderExcluir
  7. Poxa, rafael moura não! Atacante limitado, nervosinho.

    ResponderExcluir
  8. e fora que a escalação é faceirissima. 3 atacantes, 1 meia de armação, um volante volante e o roca. coitado do adilson se fosse esse esquema. o time nao tem mto o que mudar pro ano que vem. o que cairia como uma luva seria um tereiro homem de meio, tipo um tcheco, diego souza, ibson, tinga, só pra citar exemplos. aquele jogador que sabe criar, e tbm marcar e é comprometido com o o esquema.

    ResponderExcluir
  9. o que alias é o que mais tem se criado nos ultimos anos aqui. ramires, elano (esse sim seria perfeito), elias, hernanes... talvez algm da base possa ter essa caracteristica. falam maravilhas do tal de pessali

    ResponderExcluir
  10. hein ilgo, já pensou em um meio com adilson, roca, elano e douglas. é só entregar as faixas. olha que valia o esforço. o salario se paga se eles se livrarem do souza, leandro...

    ResponderExcluir
  11. David; Diego Souza e Douglas são fracos. Já está mais que comprovado que são jogadores de MIDIA. Valem pelo que falam os jornalistas e na HORA H quem segura o pepino são os CONCAS da vida. Diego depois que saiu do Grêmio já rodou e não teve sucesso duradouro em canto algum. Diego e Douglas são jogadores que não tem muito espaço no exterior, pois não participam da coletividade , pois são jogadores individualistas. São jogadores caros que até podem decidir uma ou outra partida, mas a maior parte do tempo jogam para a platéia. É melhor um jogador mediano, mas que corra e saiba jogar. Tinga serve já o Ibson tenho minhas dúvidas. Pessalli pode vir a ser se jogar, mas até o momento Renato não mostra boa vontade com a BASE. Elano é um bom nome mas é caro.

    ResponderExcluir
  12. Agora teremos dois ou mais eventos de grande importância para quem tem OLHO e bala na agulha. A Copinha e o brasileiro sub 20. A vitrine estará montada para quem quer ver os melhores jogadores dos próximos anos. Uns 90% dos grandes nomes sairão dali. No RS alguns torneios também mostram bons jogadores e os caminhos. Basta garimpar e saber contratar.

    ResponderExcluir
  13. Podemos observar que as indicações do Renato somadas não chegam a 10% do que foi investido num Leandro para nada. Tem muita gente boa esperando uma oportunidade e basta olhar a BASE para puxar uns 8 guris bons de bola.

    ResponderExcluir
  14. Francisco,
    Concordo plenamente no fato de Renato não dar chance p/ base e acho também que não vão nem aproveitar a vitrine do brasileiro sub-20 p/ utilizar os jovens que estão no grupo principal sem jogar( Saimon, Bergson e Fernando). Isso que o discurso é de pensar na base imagina se não fosse, depois não sabemos porque tanta saudade do Rodrigo Caetano, pelo simples fato que ele sim pensava na base no discurso e na prática.

    ResponderExcluir