sexta-feira, 12 de março de 2010

Abbondanzieri e o juiz trapalhão

Fico aqui pensando, entre um gole e outro de Patrícia, as uruguaias são boas, imaginária (estou no expediente aqui no CP e, como se sabe, não se deve beber em serviço), se o pênalti anulado ocorresse do lado equatoriano.

O goleiro do Deportivo correndo como um louco para convencer o bandeirinha, ou assistente, posicionado no campo oposto, que não havia sido pênalti. E que o juiz deveria voltar atrás em sua decisão.

A imprensa gaudéria estaria hoje discutindo esse episódio inusitado, raríssimo, de um juiz recuar depois de marcar pênalti. Recuar por pura pressão sobre um auxiliar.
Já vi decisões revogadas em lances em que o auxiliar assinala, ergue a bandeira para alertar o juiz.

Como o lance beneficiou um clube nosso (fosse o Grêmio penso que a imprensa reagiria da mesma forma e eu igualmente estaria aqui comentando o fato e estranhando tudo isso) ninguém fala sobre o assunto, aquilo que realmente interessa: o recuo de um juiz depois de forte pressão sobre seu auxiliar, que nada havia assinalado antes.

O poder de persuasão do Abbondanzieri é enorme. Imagino o Lauro, gritando em português, que não foi pênalti. Qual a chance de um auxiliar dar bola pra ele. Ah, e tinha também o técnico Fossati fazendo coro com o goleiro.

Não foi pênalti e o juiz acertou em recuar. Se isso acontecesse seguidamente seria ótimo. Muitas injustiças não aconteceriam. Mas nós sabemos que esse foi um lance absolutamente raro. E exatamente por isso deveria ser mais debatido, até porque cria uma espécie de jurisprudência.

Mas aqui se calam porque um clube nosso foi favorecido. Portanto, pra que falar dessas coisas?

TRAPALHÃO

O juiz colombiano José Buitrago, que apitou o empate por 1 a 1 entre Inter e Deportivo, já andou fazendo trapalhadas por aí. Numa rápida olhada no google descobri o jogo Palmeiras 0 x 1 Argentinos Jrs., pela Libertadores, em 22/10/2008.

Quem viu o jogo garante que num chute de Léo Lima a bola entrou, mas o juiz não marcou o gol. Mas o pior foi depois, no segundo tempo: um argentino colocou a mão na bola (ou a bola bateu na mão dele). Sabem que marcou o pênalti? um bandeirinha, não é nenhum desses de quinta-feira. Um tal de Rafael Rivas.

Diego Souza cobrou e fez a paradinha. O Buitrago (Bom de Trago?) anulou o gol e deu amarelo para o Diego. Na segunda cobrança, defesa do goleiro.No final, dois jogadores do Palmeiras expulsos.

Conclusão 1: é um mau juiz
conclusão 2: ele costuma ouvir os auxiliares

13 comentários:

  1. Rapaiz, tens razão, se fosse pro nosso Grêmio, que algum juiz machão, tipo Agomar Martins, MARCASSE um pênalti, E DE VERDADE, contra nós, eu não iria dar peitada nele pq não adiantaria nada.
    E mesmo que adiantasse e ele voltasse atrás, e daqui há 30 e picos anos, o Inter tivesse um lance meio q parecido a seu favor, ninguém s elembraria, hahahahahahhaah

    ResponderExcluir
  2. memória curtissíma12 de março de 2010 21:24

    também não se fala nada quando o time fica em nono na segundona e o dr KOFF articula e faz com que subam 12 p primeira divisão hahahahaha

    ResponderExcluir
  3. O zé esquilo acha que engana alguém com essa memória curta. Ele sabe que não foi bem isso que ocorreu.
    Ele também esquece da libertadores roubada que o inter ganhou e da recente compra de mando de campo, nunca tinha visto isso em libertadores.

    ResponderExcluir
  4. Boa lembrança Oberdan. Eu estava lá. Ainda no tempo que o olímpico só tinha a inferior. Agomar vem correndo prá marca do pênalti e o time do grêmio, principalmente voce, não deixa ele entrar na área. Lembrando disso hoje é até engraçado.
    Quanto a libertadores roubada que o Inter ganhou, o rafael tem razão. Nosso título Mundial FIFA, único no sul do país, também foi roubado. Assim como a Recopa que ganhamos e a Sul Americana. Tudo roubado. Assim como foi roubada a libertadores que o gremio perdeu para o Boca, quando tomou 5 a 0. Honesta foi a MARMELADA dos Aflitos, dando o maior título da década ao gremio; campeão da 2a. divisão, comemorado até hoje.
    É excelente que gremistas sigam pensando assim. A tendência é que passem mais uma década no já cansativo xororô.

    ResponderExcluir
  5. Pois é "cremonese esquilo", em matéria de década no já cansativo xororô vocês são experts, passaram 2 inteiras nessa maneira né...
    E o Pato hein!? É engraçado ver a campanha para torná-lo ídolo nos veículos da RBS, sequer é mencionado aquela falha grotesca do segundo tempo, mas esse goleiro, que já foi bom, não vai enganar por muito tempo mais, vi 3 jogos completos dele, e em todos, ele teve falhas técnicas absurdas para um goleiro com o nome que ostenta, com certeza está no ocaso da carreira, e para o deleite dos gremistas, esta fase está se dando ali no remendão do aterro da beira do lago. Rrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Ilgo; abre mais uma que o papo é longo e pegue umas salsichas para fazer um lastro…
    Saimon e Bruno Renan na 19 e Gérson e Fernando na 18. Dois zagueiros e dois meias. Servem para a seleção dos melhores do país e não servem para os treinadores do Olímpico. Ai a gurizada sai e vai fazer sucesso em outros clubes enquanto o Grêmio contrata jogadores inferiores pagando muito mais. É uma matemática que só a lavanderia consegue entender. Tem uma gurizada boa aparecendo no Paraná como o Patrick Leonardo Carneiro da Silva do Atlético.

    ResponderExcluir
  7. Porque não vira colunista oficial do CP?
    Aquele hiltor é ruim de doer!

    ResponderExcluir
  8. Estás enganado andré. Durante os anos 80 e 90 o Inter esteve mal mesmo, e o gremio superior, mas tivemos alguns momentos de alegria, principalmente em cima de voces, eternos fregueses.
    A diferença é que não tinha xororô. Tinha sim protesto no portão 8 contra os famigerados Azmuz, Záquia e os times ruins.
    Mas não vou te ajudar. Continue pensando assim que está divertido...

    ResponderExcluir
  9. Depois que o DM gremista lotou e aparentemente a folha atingiu ao liberado pelo conselho as atenções se voltam aos PRATAS. Quando se faz uma analise fria e desprovida de sentimentos observamos que o RS é onde se obtém os melhores resultados gerais. O RS tem produzido bons jogadores em todas as posições. Alguns outros estados também tem revelado bons valores como o PR, SP, RJ, BA e MG. Nitidamente o Fluminense tem obtido no momento um bom trabalho com destaque para atacantes. Já no RS Grêmio e Inter se destacam em todas as áreas vencendo inúmeras competições nas categorias de base, mas com pouco aproveitamento em suas equipes principais. Terminam estas equipes formando mão de obra e abastecendo o mercado internacional carente de bons jogadores que decidam partidas e dêem espetáculos com dribles desconcertantes e jogadas de efeito plástico voltados ao público presente e as dezenas de câmeras espalhadas pelos estádios buscando os melhores ângulos e detalhes das jogadas. As partidas são consideradas espetáculos e o produto futebol gera bilhões mensalmente. Como toda a atividade onde os valores são altos há inúmeros problemas e a cada dia mais aparecem. Há vários comentários nas praças a boca miúda de que o LEÃO estaria de olho em operações de vendas de jogadores em BH, SP e POA principalmente...

    ResponderExcluir
  10. O Pedro esquilo cremonese agora é médium, ele tem o dom de saber o que as pessoas pensam... ehehehe
    Quem sabe tu abra uma banquinha e vá ler mãos, cartas e etc, vais conseguir tirar uma graninha para pagar teu tratamento psiquiátrico, já que ainda não te curaste das décadas de 80 e 90... ehehehe

    ResponderExcluir
  11. O esquilo cremonese anônimo de memória curta esquece que o inter conseguiu comprar um mando de campo nessa libertadores; gol anulado contra o estudiantes na final e aquela roubalheira do jogo de 2006 contra o nacional-uru. Ah, sem falar que até o 15 penou nas mãos do simon.
    Algum dia o simon será dirigente colorado.

    ResponderExcluir
  12. Quata ingratidão, DEI um turno p vcs comemorarem depois de de quase cinco anos sembotarem um faixa no peito, aniquilei ocm o pobre NÓIA e é assim q me agradecem? HEHEHEHEHE!
    Eu vou à COPA, vcs não, hehehehe

    ResponderExcluir
  13. Sobre a coluna no CP. Meu tempo já passou. meu negócio agora é me divertir aqui com vcs, trocando umas ideias, sem compromisso, entre um gole e outro de ceva.
    Pessoal, o Ze esquilo não é o Cremonese.
    O zé Esquilo é um velho conhecido meu, o Élvio, que usa duzentos codinomes, como oberdan, simon, etc
    Francisco, o Bruno renan poderia ser o camisa cinco do Gremio facil, facil.

    ResponderExcluir